Após primeiro semestre negativo, cadeia de transportes busca recuperação
Notícias

Após primeiro semestre negativo, cadeia de transportes busca recuperação

Devido à pandemia do coronavírus, diversos setores foram afetados pela crise e para o segmento de transportes não foi diferente, seja no volume de venda de veículos, no volume transportado pelas empresas, no mercado de trabalho... Enfim, toda a cadeia do transporte, de um jeito ou outro, acabou atingida.

Após números negativos no primeiro semestre do ano, porém, o mercado busca fôlego para se recuperar, apesar das expectativas se manterem modestas.

De acordo com a Anfavea, as vendas de caminhões novos cairão 36% em 2020. Segundo a associação, neste ano serão emplacados 65 mil caminhões. Antes da pandemia, as montadoras projetavam que em 2020 seriam vendidos 110 mil caminhões novos no mercado brasileiro. Por outro lado, o número de financiamentos de veículos pesados novos apresentou ligeiro crescimento no último período. Em julho, o avanço foi de 5,7% em relação a junho. Segundo a B3, que opera o Sistema Nacional de Gravame, 24.694 veículos pesados foram adquiridos por meio de pagamento a prazo.

Na indústria nacional de pneumáticos, no primeiro semestre de 2020 a queda foi de 29,6% em relação ao mesmo período de 2019. De acordo com o levantamento Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (ANIP), o mês de junho foi o que começou a trazer um pouco de ânimo,com uma recuperação de 35,6% em comparação ao mês de maio.

Nas últimas semanas, a flexibilização da quarentena começou a mostrar reflexos também na movimentação das estradas. O índice da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) apontou crescimento de 5,3% nas rodovias brasileiras com pedágio. O aumento foi registrado em julho na comparação com os números de junho. Na comparação com julho do ano passado, o fluxo desses veículos recuou 0,1%.

(Agosto/2020)


<< Voltar

Rede Social



Todos os direitos reservados
São Paulo
11 2949-3325 // 2939-1976
Itupeva
11 4581-9263
contato@pbextransportes.com.br
Desenvolvimento