Dia Mundial em Memória das Vítimas do Trânsito
Notícias

Dia Mundial em Memória das Vítimas do Trânsito

Trazido ao Brasil pela ONG Trânsito Amigo em 2007, o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito foi proposto em 2005 pela ONU para estimular países a criarem e promoverem ações concretas com foco em um trânsito mais seguro.

A celebração ocorre todo terceiro domingo de novembro, mas este ano foi comemorado no dia 21 deste mês. A data visa lembrar a todos de que as vítimas do trânsito não são apenas números, mas pessoas com rosto, história e família. Estas pessoas se feriram ou perderam a vida muitas vezes em situações previsíveis e evitáveis se as regras de trânsito fossem cumpridas ou se as estradas apresentassem boas condições.

Segundo relatório produzido pela OMS em 2018, o número de vítimas fatais no trânsito apresenta crescimento, apesar dos esforços mundiais para redução dos acidentes. O Relatório de Status Global de Segurança no Trânsito indica que, anualmente, 1,35 milhão pessoas perdem a vida em acidentes de trânsito em todo o mundo. No Brasil, por ano, morrem mais de 33 mil pessoas em acidentes, cerca de 300 mil se ferem levemente, e aproximadamente 240 mil pessoas se tornam inválidas fisicamente, a maioria delas, jovens.

Os relatórios sobre segurança no trânsito da OMS são divulgados a cada dois ou três anos, e servem como a principal ferramenta de monitoramento para a Década de Ação para Segurança Viária.

Década de Ações para a Segurança no Trânsito

Teve fim no ano passado a primeira ‘Década de Ações para a Segurança no Trânsito’, campanha proposta pela ONU cujo objetivo foi de reduzir em 50% o número de mortos e feridos no trânsito em todo o mundo. O compromisso foi renovado em 2021 e a meta foi mantida para ser alcançada até 2030.

No Brasil, segundo dados do Datasus e do DPVAT houve diminuição dos acidentes a partir de 2014.Já a Polícia Rodoviária Federal revelou no Atlas da Década de Ações para Segurança Viária, divulgado em outubro, uma redução de cerca de 40% as mortes no trânsito no país.

Entre as ações tomadas pela PRF, que, segundo a instituição policial, foram determinantes para a queda dos acidentes fatais, estão: aumento no registro de multas nas estradas federais; capacitação dos agentes; mapeamento de falhas na malha viária federal; ações educativas nas estradas e junto a crianças nas escolas; aprimoramento nos trabalhos de perícia em acidades; investimento em tecnologia de sistemas, entre outras.

(Novembro/2021)


<< Voltar

Rede Social



Todos os direitos reservados
São Paulo
11 2949-3325 // 2939-1976
Itupeva
11 4581-9263
contato@pbextransportes.com.br
Desenvolvimento