Montadoras buscam alternativas para driblar a crise
Notícias

Montadoras buscam alternativas para driblar a crise

Pelo quarto ano consecutivo, o mercado automotivo opera com queda nas vendas.

Segundo dados da Anfavea - Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos, em 2016 a produção encerrou o primeiro semestre com 182,6 mil unidades fabricadas, o que significa expansão de 4,2% em relação a maio, mas retração de 3% em relação a junho do ano passado. O licenciamento de caminhões no primeiro trimestre caiu 31,4% em relação ao mesmo período de 2015. Na análise mensal, em junho foram vendidos 4,2 mil caminhões, 3% a mais que maio e 32% a menos que junho do ano passado. A produção, no entanto, registrou alta de 4,5% em relação ao último mês e de 5,4% ante junho do último ano.

Embora alguns representantes das empresas fabricantes sigam contidos nas projeções para o segundo semestre, outros reagem com novas opções ao consumidor.

Marcando seus 60 anos de atividade no país, a Mercedes-Benz do Brasil lançou um álbum de figurinhas para registrar de forma ilustrada sua história, que acaba sendo um retrato da própria evolução da indústria automotiva brasileira. O álbum, com distribuição nacional, tem seções específicas sobre caminhões, fórmula truck, entre outros. A Mercedes-Benz Truck também comemora em 2016: são 20 anos do lançamento da primeira geração do modelo Actros, referência em caminhões pesados desde que chegou ao mercado, em 1996. Uma série comemorativa com edição limitada de 200 unidades será apresentada no IAA, Feira Internacional do Automóvel, que acontece em Hannover, na Alemanha.

A Kia Motors anunciou a retomada na produção do Bongo, veículo comercial leve da marca, entre agosto e setembro. O modelo, com apenas 521 emplacamentos de janeiro a maio de 2015, estava com a produção interrompida desde o início deste ano.

Propondo aumentar a rentabilidade no negócio de transporte de carga e serviços, a Ford apresentou quatro novos caminhões em junho, lançados para atender os segmentos de 14, 15 e 31 toneladas de peso bruto com a maior capacidade de carga.

Por fim, quem também anunciou novidades foi a Volvo. Com a retração no mercado de caminhões novos, a montadora lançou o programa Viking, destinado à venda de usados, um mercado que atinge vendas anuais de 300 mil unidades. O show room foi instalado ao lado da portaria principal de sua fábrica, em Curitiba, e, dependendo do negócio, a Volvo oferece garantia de três meses a um ano.

(Julho/2016)

<< Voltar

Rede Social



Todos os direitos reservados
São Paulo
11 2949-3325 // 2939-1976
Itupeva
11 4581-9263
contato@pbextransportes.com.br
Desenvolvimento